Me graduei em psicologia pela PUC-SP em 1995. Sempre trabalhei dentro de uma abordagem Junguiana e a pesquisa da minha vida tem sido os arquétipos. Tenho especialização em Antroposofia. Minha busca pessoal sempre foi compreender a Vida em suas dimensões física, energética, social e espiritual. Em 2017 me tornei professora credenciada dos Florais de Minas. Acredito que o desenvolvimento humano equilibrado se dá através do incentivo à descoberta dos aspectos saudáveis do Eu. Tenho admiração profunda pelo trabalho de Jung, Rudolf Steiner, Stanislav Grof , Jean Yves Leloup, Clarissa Pinkola Estés, Gudrun Burkhard, Eva Pierrakos, Bárbara Black Koltuv, Jean Shinoda Bolen, Roger Wolger, Ekhart Tolle, e vários Rinpoches, mestres ligados à filosofia e psicologia tibetana. Sem essas inspirações, minha vida certamente não teria sido igual.

Iniciei o trabalho clínico em 1996, atendendo crianças. A partir de 2002, através de uma busca pessoal, mergulhei na Psicologia e Espiritualidade Feminina. O livro A Deusa Interior foi transformador pra mim. A partir daí o estudo e pesquisa das Deusas Gregas e sua relação com a personalidade de toda mulher se expandiu e meu trabalho com mulheres se solidificou. Atualmente me considero uma especialista em deusas gregas e arquétipos femininos. Como não podia deixar de ser, o estudo das gregas me levou à pesquisa da origem da Deusa Mãe em cada cultura, surgindo então minha paixão por Ísis, Ishtar, Pachamama, Iemanjá, Lakshmi, Maria, entre outras. Nesse ponto eu já havia descoberto que uma certa melancolia e sensações de não pertencimento que eu carregava, estava ligada a rompimentos e feridas na linhagem materna na minha Vida. Feridas da minha avó que feriram minha mãe, que consequentemente me feriu e sabe-se lá quando isso começou. E observava que todas as mulheres que iam me procurar tinham essa ferida também, mesmo que escondessem isso muito bem através de uma máscara de eficiência. Sou uma buscadora nata, não prescindo de jeito nenhum do meu espaço pessoal e de participar de cursos de autoconhecimento. Isso pra mim é como beber água e me alimentar. É o alimento da minha alma.

Há anos tenho focalizado muitos cursos e workshops sobre diversos temas na área. Toda essa experiência possibilitou dar à luz ao Mulheres Despertas, um movimento que visa:

  • Conscientizar a mulher de seu poder e quais os padrões de comportamento que o enfraquecem;
  • Ser uma rede de apoio e sustentação femininos;
  • Gerar oportunidades e espaços de reflexão e ação sobre o lugar da mulher contemporânea através de cursos presenciais/digital, mídias sociais e atendimentos individuais.

Mas não atendo só mulheres não! Os homens também são muito bem vindos e muitos me procuram exatamente para compreenderem como podem integrar a sua dimensão feminina, ou seja,  a capacidade de se entregar às relações, de lidar melhor com os afetos, de compreender a sua companheira através da perspectiva das deusas gregas, de meditar, enfim, de como podem equilibrar masculino e feminino dentro de si.

Abaixo, relaciono alguns cursos que fizeram parte da minha Formação:

Cursos na área de educação:

Além da trajetória citada acima, a partir de 2000 iniciei uma Jornada pessoal em estudos e vivências dentro da Sabedoria Ancestral Nativa e atualmente facilito grupos de mulheres dentro dessa tradição. Realizo também viagens de autoconhecimento no Brasil e no exterior (Grécia) e a próxima saída para lá será em setembro de 2017. Sou co-fundadora do Espaço Integração na Granja Viana – Cotia – SP e idealizadora do Mulheres Despertas

Atendimentos nos consultórios:

Granja Viana (Cotia) e Vila Madalena (SP)
Agende sua consulta!
Fone
(11) 9-9449-7910 (whatsapp)
E-mail – patriciacuocolo@hotmail.com

Me acompanhe nas mídias