Precisamos reconhecer nossa natureza lunar se quisermos ter ações mais sãs

Se nos não nos apaziguarmos com a nossa natureza lunar, não teremos uma ação equilibrada no mundo, pois esta será sempre uma ação linear, focada em resultados, ou seja, uma ação preponderantemente patriarcal, que coloca o Ter acima do Ser. Nesse caso, o resultado precisa aparecer independente de como o Ser está naquele dia. Uma vida equilibrada é uma vida que tem espaço para viver o ritmo mais ativo e o ritmo menos ativo. É geralmente nesses intervalos que encontramos a nós mesmas, às vezes após longos períodos de anulação e amputação de partes vitais do nosso ser. Assisto diariamente mulheres em sua vida profissional se esfacelando para dar conta de métricas e entregas de projetos e tarefas sobre humanas à “líderes” que não tem a menor ideia do que seja esse ofício. Chefes que estão repetindo com seus funcionários o padrão de crueldade do sistema que estão inseridos.
A natureza lunar é cíclica, tem no mínimo 4 estações. Se passamos por cima de sentimentos profundos não poderemos desenvolver nosso eu sábio. Perceber em que fase estamos, liberta. Estou mais lua nova? Mais profunda, contemplativa? Estou mais lua crescente? Mais ativa, querendo fazer exercícios físicos, preparar e pensar em projetos? Estou mais lua cheia? Mais receptiva, acolhedora, nutridora, mãezona do mundo? Estou mais lua minguante? Mais cortante, ceifadeira, mais cruel com as palavras, mais dona de mim, mais sensual?

Estamos em uma lua minguante nesse dia 25/04.
Reflita: para quais aspectos você precisa dizer CHEGA na sua Vida?

Textos autorais @patcuocolo

 

Post navigation

2 thoughts on “Precisamos reconhecer nossa natureza lunar se quisermos ter ações mais sãs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *