» Mulheres que correm com os Lobos – Clarissa Pinkola Estés  Através da interpretação de 19 lendas e histórias antigas, entre elas as de Barba-Azul, Patinho Feio, Sapatinhos Vermelhos, La Llorona e o conto da Mulher Foca,  a autora identifica o arquétipo da Mulher Selvagem ou a essência da alma feminina, sua psique instintiva mais profunda. E propõe o resgate dese passado longínquo, como forma de atingir a verdadeira libertação.

» A Ciranda das mulheres sábias – Clarissa Pinkola Estés –  o livro reverencia a maturidade feminina e faz uma comovente e profunda homenagem àquelas mulheres que souberam acumular sabedoria ao longo de suas existências. O livro tem uma linguagem metafórica, que se assemelha às antigas histórias contadas de mães para filhas. Clarissa Pinkola Estés parte de um doce convite à leitora para que se acomode ao seu lado e deguste com ela a bebida que foi reservada para ‘uma situação especial’, a fim de que possam conversar sobre ‘assuntos que importam de verdade’ a duas mulheres, com a garantia de que ‘aqui sua alma está em segurança.

» Círculos Sagrados para Mulheres Contemporâneas – Mirella Faur – A autora compartilha suas experiências e conhecimentos sobre a formação, condução e manutenção de um círculo cerimonial. Esta obra, escrita de forma didática e repleta de orientações práticas e modelos de rituais, celebrações e meditações, fornece um precioso material informativo para qualquer pessoa interessada em iniciar, ampliar ou aprofundar as vivências relacionadas à sabedoria milenar feminina em sua vida e em benefício do planeta.

» A Deusa Interior – Roger Woolger, Jennifer Barker Woolger  – A Deusa interior’ é um guia sobre as qualidades das deusas que vivem dentro de cada um. Baseado numa pesquisa realizada pelos autores num período de dez anos sobre a psicologia da deusa, este livro é um exemplo de como aplicar essa abordagem à vida, enriquecer o auto-conhecimento, libertar-se de expectativas limitantes e orquestrar os pontos de mutação na vida ao compreender que tipo de deusa está mais predominante.

» A Tecelã – Ensaios sobre a psicologia feminina extraídos dos diários de uma analista junguianaBarbara Black Koltuv reafirma neste livro o reaparecimento dos valores femininos na nossa sociedade e discute o processo de transformação através do qual as mulheres voltam a confiar em si mesmas.

» A Prostituta Sagrada – Nancy Corbett – A prostituta sagrada era uma mulher humana que encarnava a deusa do amor. Representava a sexualidade da mulher sendo reverenciada; havia vínculo entre a espiritualidade e a sexualidade pois, surgiu dentro do sistema religioso matriarcal. Portanto, a Prostituta Sagrada é paixão, espiritualidade e prazer.

» Todos os nomes da deusa – Joseph Campbell – A Bíblia judaico-crista nos remete a um Pai Criador masculino, fonte de toda a vida. Porém muitas das primitivas histórias conhecidas da Criação falam sobre uma Grande Mãe: uma doadora e nutridora feminina da vida, a Deusa dos animais, das plantas, das águas, da terra e do céu. Em ‘Todos os nomes da Deusa’ , última obra de Joseph Campbell, são analisados os temas vigorosos, as raízes profundas e as inspirações mais intensas da humanidade. E, acima de tudo, ressalta o conceito fundamental que confirma a visão definitiva de Goethe: o Eterno Feminino nos impulsiona.

» As deusas e a mulher – Jean Shinoda Bolen – Através dos arquétipos que moldam a existência feminina, a autora faz considerações a respeito dos padrões interiores femininos. Esses padrões são responsáveis pelas diferenças entre as mulheres. Compreender sua ação e inter-relação é a chave para o autoconhecimento e a busca de integridade.

» As Deusas e a Mulher Madura – Jean Shinoda Bolen – Anciã, mulher madura, mulher sábia, ‘coroa suculenta’, são expressões que a autora, analista junguiana, emprega para descrever a mulher com mais de 50 anos, aquela mulher que já cumpriu os papéis de donzela, de esposa, de mãe, de profissional e tantos outros, e agora pode usar a sabedoria adquirida para viver o papel dela mesma, com entusiasmo, humor, compaixão e desapego. A anciã sábia tem, dentro de si, as peculiaridades de um ou mais arquétipos, que são melhor compreendidos através do estudo de deusas das antigas eras e também de deusas que continuam sendo celebradas atualmente. ‘As Deusas e a Mulher Madura’ é um livro que vai tornar possível à mulher de qualquer idade aprofundar e realizar sua natureza feminina.

» O anel do poder – Jean Shinoda Bolen – A criança abandonada, o pai autoritario e o feminino subjugado. Os primeiros livros de Jean Shinoda Bolen inspiravem-se nos padrões arquetípicos presentes no homem e na mulher, e o fazia a partir de deuses e deusas gregos mostrando como eles atuam sobre os valores patriarcais que premiam alguns arquétipos e punem outros. Esses mesmos deuses e deusas constituem agora o ponto de partida deste livro, mas com nomes germânicos e personalidades mais humanas e complexas.

» O Caminho de Avalon – Mistérios femininos e a busca do Santo Graal – Jean Shinoda Bolen – Um livro sábio e instigante propõe uma busca do espiritual. A leitora assinala o “retorno da deusa” como um dos sinais característicos de nossa era.

» O Milionésimo Círculo: Como Transformar a Nós Mesmas e ao Mundo – Jean Shinoda Bolen
O Milionésimo Círculo propõe nada menos que a possibilidade visionária de que círculos de mulheres podem acelerar a mudança da humanidade para uma era pós-patriarcal. Com diretrizes sobre como e com quem formar um círculo, ou como antecipar e resolver conflitos em potencial, Jean Shinoda Bolen fornece ferramentas e inspiração para mulheres que querem criar novos círculos ou aprofundar e transformar círculos já existentes em veículos de mudança social, cultural e psico-espiritual.

» Cirandda da Lua – Uma Colcha de Retalhos – Soraya Mariani – A intenção deste livro é levar ao maior número de mulheres a sabedoria do poder feminino e, com isso, curar mágoas, submissões, incertezas, perdas, restrições, mentiras, abusos, violações pelas quais milhares de mulheres passam e vivem.
Ser chama de amor, ponto de luz para todas que vivem e trabalham em meio a tantas dificuldades, levando força para que convivam com sua luz e sombra e encontrem a sua verdade.
Por meio de retalhos e relatos verídicos, contaremos histórias de curas e de sucessos de mulheres contemporâneas que vivem e reverenciam seu sagrado feminino em todas as suas relações.

» A sombra nos grupos e Círculos de Mulheres – (Um guia para conscientizar, curar e integrar as relações femininas) – Cler Barbiero – Misturando sua experiência pessoal ao contar casos verdadeiros que viveu com um método claro de trabalho, ensina um passo a passo de lidar com os problemas advindos da Sombra, transformando-os uma oportunidade de crescimento e amadurecimento dos grupos e de cada participante.

» O Legado das Deusas – Cristina Balieiro – Nesse livro, a autora – psicóloga junguiana, estudiosa da mitologia e do feminino – apresenta 20 mitos de deusas das mais diversas culturas e, a partir dessas breves histórias, discute os ensinamentos que esses mitos podem trazer para as mulheres contemporâneas. Afinal, o processo de afirmação feminina na sociedade atual é ainda muito incipiente diante de mais de 2 mil anos de dominação patriarcal.Afrodite, Ártemis, Athená, Hécate, Héstia, Iansã, Icamiabás, Iemanjá, Inana e Erishkingal, Kali, Mulher Búfalo Branco, Mulher Pensadora, Nanã, Nu Wa, Oxum, Perséfone, Sekhmet, Tara, Uzume e Yebá Beló são as figuras femininas que definem no livro alguns dos aspectos fundamentais do ser feminino essencial, segundo a autora, como o amor, a beleza, o conhecimento, a forma de agir no mundo, a busca de uma vida equilibrada, o ser mãe, filha, avó. Para ela, não se trata de criar “tipos” nos quais as mulheres possam ser enquadradas, mas exatamente o contrário: a proposta é mostrar que toda mulher tem em si um pouco de cada um desses arquétipos e assim permitir que cada uma conheça melhor seus desejos e limites, em busca de uma vida mais plena e autêntica.

» O Feminino e o Sagrado – Mulheres na Jornada do HeróiCristina Balieiro e Bia del Pichia – Essa obra foi elaborada a partir de entrevistas feitas pelas autoras com uma xamã, uma médium, psicoterapeutas, uma vereadora budista, uma mestra de Tai Chi, uma atriz, uma mãe de santo, entre outras. Em seus depoimentos, as entrevistadas falam de caminhos percorridos, obstáculos e superações. São curiosos, emocionantes, divertidos, corajosos e autênticos.E o fio que liga os relatos, tão diferentes entre si, é a Jornada do Herói, modelo mitológico descrito por Joseph Campbell, que une a moderna busca da individualidade com a antiga busca da espiritualidade.

» A Mãe Possível – Carminha Levy e Laura Bacellar – Esse livro nasceu para aplacar a culpa que as mães sentem por não serem perfeitas. Elas anseiam por uma carreira e o respeito que uma profissão bem exercida traz, mas ao mesmo tempo buscam aquela conexão ancestral, pele com pele, com seus filhos. E em todos os momentos sentem-se julgadas, divididas, incapazes de corresponder ao que o mundo espera delas como mães. Seu sentimento de culpa é avassalador. Em A Mãe Possível,as mulheres encontram um caminho completamente diferente, que usa as forças instintuais, inconscientes, dos símbolos e da conexão com o sagrado para resolver os problemas cotidianos. Esta é uma obra de neo-xamanismo, que ensina práticas ancestrais adaptadas para as cidades. Problemas como dificuldade de dar limites aos filhos, de ser pai e mãe ao mesmo tempo, de educar sem sufocar, de fazer parceria com o cônjuge para cuidar das crianças são abordados – e resolvidos – de uma nova forma, não mental, com o coração

» Os Mistérios da Mulher – M. Esther Harding – Neste livro a autora propõe uma interpretação psicológica da alma feminina segundo o método junguiano de análise. Através do material comparativo encontrado na mitologia, no folclore, lendas, sonhos e na história comparada das religiões, a autora nos faz compreender mais claramente os horizontes amplos da psique humana e os processos inconscientes da vida psíquica

» Anuário da Grande Mãe – Mirella Faur – ‘O Anuário da Grande Mãe’ constitui-se no mais completo estudo sobre a Deusa publicado em língua portuguesa, e é o grande auxiliar na descoberta e celebração da energia renovadora e transmutativa do Sagrado Feminino.Os praticantes solitários e os grupos encontrarão também informações indispensáveis para os rituais, festejando a Roda do Ano através dos Sabbats e dos Esbats. As mulheres poderão melhor sintonizar-se com os ciclos da Lua, compreendendo como fluir com as suas fases e como conectar-se com as Deusas Lunares correspondentes. O leitor aprenderá a usar os ensinamentos das antigas tradições na sua vida moderna e descobrirá como enriquecer seu cotidiano com as bênçãos de mais de seiscentas Deusas provenientes das culturas dos cinco continentes.

» Afrodite (Contos, receitas e Outros Afrodisíacos) – Isabel Allende – Mesclando gastronomia e erotismo, o livro procura mostrar as regiões da memória sensual, onde os limites entre o amor e o apetite são considerados difusos. ‘Afrodite’ reúne receitas como sopas, molhos, pratos principais, bebidas afrodisíacas, entre outros.

» O Romance de Maria Madalena (uma mulher incomparável) – Jean Yves Leloup –  Quem foi a Maria Madalena dos evangelhos?
Uma beleza provocante e inocente?
Uma mulher paradoxal, iniciada no mistério do amor e prostituída?
Uma apaixonada?
Uma mística?

» Complexo de Cinderela – Colette Dowling – A exemplo de muitas mulheres, Colette Dowling foi levada a acreditar que sempre haveria alguém mais forte para protegê-la. Mas, com o fim de seu casamento, ela se deparou com uma nova realidade – agora precisava assumir suas responsabilidades sozinhas e cuidar de si mesma. Esse integrante estudo da psicologia feminina causa, ainda hoje, impacto entre as leitoras. Muitas se reconhecem “cinderelas” ao rejeitar, inconscientemente, suas responsabilidades e ao pensar que a solução de todos os problemas depende de encontrar o seu “príncipe encantado”.

» O Legado da Deusa – Ritos de Passagem para Mulheres – Mirella Faur – ‘O Legado da Deusa´ analisa o culto do caráter sagrado feminino ao longo dos tempos. A obra traz exercícios e práticas para facilitar o acesso à voz interior por meio da meditação, imaginação e introspecção; ensina e descreve como realizar rituais que celebram a feminilidade, determinam passagens e estágios, reconhecem e transmutam perdas e marcam a vida da mulher.

» O Livro de Lilith Barbara Black Koltuv –  A autora revela os resultados de seus estudos no campo da mitologia hebraica, remetendo o leitor ao interior da psique feminina inexplorada e temida nas sociedades patriarcais: A face de Lilith.

 

6 thoughts on “

  1. Espetacular esse compartilhamento, Patricia! Acrescento “Ciranda das Deusas”, de Sonia Loureiro e Elizabeth Pinto, psicóloga e médica Antroposoficas interessaque relatam suas experiências com grupos terapêuticos femininos sobre as deusas harmônicas ou disfuncionais em cada mulher. Edição independente. Vendas aos interessados (11) 99669-1643 em S. Paulo.

  2. Olá Patricia,
    Muito legal a bibliografia. Sou apaixonada pelo trabalho de Clarissa Pinkola. Sua bibliografia me deu um norte para continuar minha busca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *